21/02/2019 - 10:37 - Atualizado em 21/02/2019 - 10:03

Dica de saúde — ​Aparelho ortodôntico: qual devo usar?

Apenas um profissional pode indicar qual o modelo mais indicado para você


Existem diversos tipos de aparelhos ortodônticos, cada um com uma funcionalidade diferente. É o dentista quem vai indicar qual tratamento você precisa. Por isso, analise bem as vantagens e desvantagens de cada um antes de escolher, como valor, higiene, cuidados diários, manutenção, entre outros.

Conheça alguns dos modelos disponíveis no mercado


Aparelho fixo

É o mais comum de todos. É muito eficaz para alinhar os dentes, movimentando-os, aos poucos, para o lugar correto. Porém, como não pode ser tirado, exige muita paciência e dedicação na higiene.

Aparelho fixo estético

É uma versão do aparelho fixo onde os bráquetes não são de aço, mas sim de materiais que se camuflam nos dentes. Podem ser de policarbonato, porcelana ou safira.

Aparelho móvel

Esse modelo é mais indicado para manter os dentes na posição certa, por isso muitas vezes é recomendado após a retirada do fixo. É mais fácil para limpar, já que pode ser tirado da boca, porém os resultados podem ser comprometidos se o paciente não seguir rigidamente a indicação de uso do dentista.

Aparelho autoligável

Outra versão moderna do aparelho fixo, o autoligável não necessita de borrachinhas para prender os bráquetes, que se ligam através de pequenas tampinhas já presentes na peça. Além da aparência mais discreta, ele também causa menos desconforto já que a borrachinha é que traz mais atrito.

Expansor palatino

Tem como função alargar a arco do maxilar superior para deixar a arcada mais alinhada. É indicado para quem tem mordida cruzada, dentes entrecravados e tortos. Este aparelho é fácil de ser colocado, porém é um dos que mais exige paciência na manutenção.

Aparelho lingual invisível

Ele leva este nome porque, em vez dos bráquetes ficarem virados para a frente, no lado visível dos dentes, eles ficam voltados para a língua. As duas grandes vantagens são o fator estético e o fato de poder acompanhar a evolução, já que é possível ver os dentes com clareza. Os pontos negativos ficam no quesito desconforto e higiene: pode ser incômodo para a língua e, justamente por não ser visível, também é mais difícil de vê-lo na hora de limpar.


Veja algumas dicas para que seu processo seja mais tranquilo

• Escolha um dentista de confiança: converse com pessoas que você conhece e que já usaram aparelho nos dentes, peça indicações, não decida pelo primeiro que aparecer. Além de optar pela qualidade para obter bons resultados, é bom pensar se você se sente à vontade com esse profissional e até mesmo se o consultório está numa localização boa para você, pois serão muitas consultas de manutenção.

• Pense a longo prazo para escolher o aparelho, analisando todas as vantagens e desvantagens que ele oferece.

• Tenha um espelhinho de bolsa: lembre-se que a limpeza dos seus dentes vai exigir muito mais atenção. Ter um espelho sempre à mão para aquela conferida rápida vai ajudar.

• Nada de balas ou chicletes: qualquer coisa muito grudenta vai grudar no aparelho também e pode causar um certo transtorno para tirar. Aliás, o chocolate, é melhor deixar para comer só em casa e evitar constrangimentos.

• Divirta-se: encare essa experiência com leveza e cabeça aberta, afinal, em pouco tempo, seus dentes estarão lindos.


Fonte: Site Dicas de Mulher/Saúde
Fotos: Stock Photos