Central do beneficiário

Postal Saúde indica alternativa a prestador suspenso em Ribeirão Preto-SP

Postado por Filipe em 04 Jun 2019 15:37

A Postal Saúde informa que o credenciado São Francisco Saúde, com sede na cidade de Ribeirão Preto-SP, suspendeu temporariamente os atendimentos aos beneficiários da Operadora a partir desta segunda-feira (03/06).

As negociações entre o prestador e a Operadora já estão em curso, para que os atendimentos sejam restabelecidos o mais breve possível.

Para suprir a demanda, a Postal Saúde dispõe de rede credenciada na região, que pode ser utilizada pelos beneficiários. Entre as alternativas está a Unimed Ribeirão Preto.

Outros prestadores podem ser consultados no Guia Saúde (clique aqui).

Ouvidoria da Postal Saúde: preparada para acolher o beneficiário

Postado por Arlinda Carvalho em 30 May 2019 19:12


Para facilitar a aproximação com seus beneficiários, a Postal Saúde conta com vários canais de comunicação. O atendimento pode ser feito por telefone ou de forma presencial, sempre que os beneficiários necessitarem solicitar algum serviço, fazer uma reclamação ou mesmo buscar informações sobre o plano de saúde.


Dois canais que funcionam como porta de entrada na Operadora são a Central de Atendimento ao Beneficiário (que atende pelo número 0800 888 8116) e as unidades da Postal Saúde nos estados. São canais considerados de primeira instância, nos quais o beneficiário deve recorrer sempre que precisar entrar em contato com o plano de saúde.


Porém, caso não consiga resolver o problema por essas duas vias, ele pode recorrer à Ouvidoria. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, pelo número 0800 888 8120. O órgão está preparado para receber as manifestações — reclamações, denúncias, solicitações, sugestões, elogios e críticas — e dar uma resposta conclusiva e rápida.


As manifestações também podem ser registradas eletronicamente pelo endereço www.postalsaude.com.br/ouvidoria ou entrando em contato com as unidades da Postal Saúde nos estados, que darão as orientações necessárias para que o registro seja feito diretamente no órgão. Por ser a Ouvidoria um canal de segunda instância, ao acioná-la o beneficiário deve possuir o número do protocolo do primeiro atendimento, obtido pelo 0800 888 8116.


"A Ouvidoria tem o papel de acolher e apresentar soluções aos manifestantes de forma personalizada e eficiente, além de subsidiar o aperfeiçoamento dos processos da Operadora. O objetivo principal é que o nosso beneficiário receba um atendimento de qualidade e sinta-se satisfeito", explica a Ouvidora da Postal Saúde, Michele Campanella.

Prazos

De acordo com a Resolução Normativa nº 323, de 3 de abril de 2013, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) o prazo máximo é de sete dias úteis para resposta conclusiva às demandas dos beneficiários, podendo ser estendido até 30 dias nos casos excepcionais ou de maior complexidade, devidamente justificados. O prazo médio de resposta é de 4 dias úteis.


Assim, se você é beneficiário e não conseguiu resolver seu problema pelo 0800 ou na unidade da Postal Saúde em seu estado, não hesite em procurar a Ouvidoria. Os serviços do órgão estão em constante aprimoramento para melhor acolhê-lo.


Saiba mais

Para conhecer mais o trabalho desenvolvido pela Ouvidoria, acesse o link: Cartilha da Ouvidoria - POSTAL SAÚDE


Sobre os outros canais de atendimento ao beneficiário leia também: Beneficiário, fale com a Postal Saúde!


Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.


Por: Comunicação/Postal Saúde

Novo boleto: mais fácil e prático

Postado por Filipe em 29 May 2019 11:09

A Postal Saúde tem uma novidade para o beneficiário aposentado ou afastado. Trata-se da nova versão do boleto enviado pelos Correios que chega na sua casa. Agora o boleto impresso possui uma forma de visualização mais clara e simplificada. Nele, estão disponíveis informações como a mensalidade e a coparticipação, quando houver, além dos resíduos que podem existir naquele mês.

A Postal Saúde está realizando ajustes no site da Operadora para disponibilizar também na versão online o novo modelo, então, a 2ª via do boleto retirada no endereço boletos.postalsaude.com.br permanece no modelo antigo por enquanto.


Em caso de dúvidas sobre boleto, pagamentos e qualquer outro assunto relacionado ao plano de saúde, entre em contato com a Central de Atendimento ao Beneficiário pelo telefone 0800 888 8116 ou procure a Postal saúde no seu estado - clique aqui.

Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.

Maio Roxo: mês de conscientização sobre as doenças inflamatórias intestinais

Postado por Arlinda Carvalho em 28 May 2019 15:06



Neste mês de maio, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) participa do "Maio Roxo", campanha para conscientizar sobre as doenças inflamatórias intestinais, cuja causa não é conhecida. No entanto, as evidências sugerem que bactérias normais do intestino desencadeiam uma reação imunológica anormal em pessoas com predisposição genética.

As doenças intestinais inflamatórias afetam pessoas de todas as idades, mas, geralmente, começam antes dos 30 anos, comumente entre 14 e 24 anos. Algumas pessoas têm seu primeiro ataque entre os 50 e 70 anos. A DII é mais comum entre pessoas de ascendência norte-europeia e anglo-saxônica, e é de duas a quatro vezes mais comum entre judeus Ashkenazi do que brancos não judeus que habitam na mesma região.

Os dois sexos são igualmente afetados. Parentes de primeiro grau (mãe, pai ou irmãos) de pessoas com DII têm de quatro a vinte vezes mais risco de desenvolverem tais doenças. A tendência de hereditariedade é mais elevada na doença de Crohn em relação à colite ulcerativa.

Sintomas

Os sintomas da doença intestinal inflamatória variam conforme a parte do intestino afetada e se a pessoa tem doença de Crohn ou Colite ulcerativa. Pessoas com doença de Crohn normalmente têm diarreia crônica e dor abdominal. Pessoas com colite ulcerativa normalmente têm episódios intermitentes de cólicas abdominais e diarreia sanguinolenta. Em ambas as doenças, as pessoas com diarreia persistente podem perder peso e se tornar desnutridas.

Às vezes, as doenças intestinais inflamatórias causam inflamações em outras partes do corpo, como articulações, olhos, boca, fígado, vesícula biliar e pele. Essas doenças também elevam o risco de câncer em áreas afetadas do intestino.

Diagnóstico

• Exame de sangue e de fezes

• Biópsia do tecido

Para estabelecer o diagnóstico das doenças intestinais inflamatórias, o médico deve primeiro excluir outras possíveis causas da inflamação. Por exemplo, as infecções por parasitas ou bactérias podem causar inflamação. Portanto, o médico realiza vários exames.

Amostras de fezes são analisadas para identificar evidências de infecção por bactérias ou parasitas (adquirida durante uma viagem, por exemplo), incluindo um tipo de infecção bacteriana (infecção por Clostridium difficile) que pode resultar do uso de antibióticos.

Exames também podem ser realizados para detectar doenças sexualmente transmissíveis do reto, como gonorreia, infecção por herpes vírus e infecção por clamídia.

Amostras de tecidos podem ser retiradas do revestimento do reto durante sigmoidoscopia (um exame do cólon sigmoide usando um tubo para visualização) e são examinadas com microscópio para encontrar evidências de outras causas da inflamação do cólon (colite). Essa remoção e exame de tecido é chamada biópsia.

Os médicos consideram outras doenças que causam sintomas abdominais similares como síndrome do intestino irritável, colite isquêmica (que ocorre com mais frequência em pessoas com mais de 50 anos), má absorção, certos distúrbios ginecológicos em mulheres e doença celíaca. O médico pode realizar estudos por imagem, como radiografia, tomografia computadorizada (TC) ou imagem por ressonância magnética (IRM) do abdômen, para descartar outras doenças. O médico pode realizar um exame de cápsula endoscópica para avaliar o intestino da pessoa que apresenta a doença de Crohn.

Tratamento

• Medicamentos

• Às vezes, cirurgia

• Dieta e controle do estresse

Embora não haja cura para a DII, muitos medicamentos ( que reduzem inflamação intestinal causada pela doença de Crohn e inflamação intestinal causada pela colite ulcerativa), incluindo aminossalicilatos, corticosteroides, medicamentos imunomoduladores, agentes biológicos e antibióticos, podem ajudar a reduzir a inflamação e aliviar os sintomas de DII. Pessoas com a doença muito aguda precisam de cirurgia em algumas situações.

Dieta e controle do estresse

A maioria das pessoas e suas famílias têm interesse em dietas e no controle do estresse. Embora algumas pessoas aleguem que certas dietas as ajudaram a melhorar sua saúde, incluindo dietas com restrições rígidas de carboidratos, essas não têm se mostrado eficazes em estudos clínicos. Os médicos recomendam, às vezes, técnicas de controle do estresse para ajudar as pessoas a lidarem com a tensão de ter uma doença crônica.


Fontes: Manual MSD
Sociedade Brasileira de Coloproctologia
Fotos: Stock Photos

​UNIDAS-DF elege diretoria para o Biênio 2019-2021

Postado por Arlinda Carvalho em 27 May 2019 17:11

Da esq. para a dir.: Fabrício Ramos, José da Silva Pacheco, Pedro Clóvis, Lucineide Melo;
Marcus Vinícius; Ariovaldo Câmara e Leandro Giavarotti


Representando a operadora, o presidente da Postal Saúde, Ariovaldo Câmara, assumiu o cargo de vice-superintendente na União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde do Distrito Federal (Unidas-DF).

No dia 23 de maio, a instituição elegeu sua nova diretoria para o biênio 2019-2021, que conta, além de Ariovaldo, com os seguintes membros: Marcus Vinicius Willmann Saar de Carvalho (Superintendente, representando o TST), Fabrício Ramos da Cruz (Diretor Administrativo-Financeiro/Plan Assiste), Lucineide Barbosa de Melo (Diretora-Técnica/ Cassi), José da Silva Pacheco (Diretor de Treinamento e Desenvolvimento/Geap), Leandro Giavarotti (Diretor de Comunicação/Bacen) e Pedro Clovis Santaro Arake (Diretor de Integração/Assefaz).


Por: Comunicação/Postal Saúde
Fonte: Unidas-DF
Foto: Unidas-DF


​Postal Saúde participa do 1° Encontro Geap com Autogestões

Postado por Arlinda Carvalho em 22 May 2019 15:34


O encontro reuniu, em Brasília, gestores e representantes de operadoras
de autogestão em saúde


O presidente da Postal Saúde, Ariovaldo Câmara, participou na terça-feira (21/5) do 1° Encontro Geap com Autogestões, realizado na sede da operadora de saúde dos servidores públicos federais, em Brasília-DF. Promovida pela própria Geap, a iniciativa teve por objetivo estreitar o relacionamento entre as operadoras, além de compartilhar conhecimentos e experiências voltados ao fortalecimento dessas entidades no segmento de saúde suplementar brasileiro.

“Esse evento é considerado estratégico em um mercado em que hospitais, redes de saúde e grandes corporações possuem alta performance e têm um risco muito elevado. E cabe a nós, autogestões, buscar as melhores práticas para melhor atender o beneficiário”, afirmou Ariovaldo Câmara, ressaltando a importância da iniciativa.


Ariovaldo Câmara: foco na melhoria do atendimento ao beneficiário

Para o diretor-executivo da Geap, Ricardo Marques Figueiredo, o encontro proporcionou uma reflexão sobre a atuação das operadoras neste momento de crise econômica. “A gente tem um conjunto de desafios muito grande a superar. Esse foi um momento de muito aprendizado, trocamos muitas ideias e estamos fazendo um benchmarking [estudo comparativo das melhores práticas] para poder aprender e aplicar aqui”, pontuou.

O diretor de saúde da Geap, Sávio Brandão, também destacou a importância do encontro. “O objetivo é promover uma integração cada vez maior. Iremos compartilhar experiências, pensando no bem dos nossos beneficiários e, obviamente, na redução de custos para cumprir a meta de sair da Direção Fiscal”.

O evento contou também com a participação de gestores estaduais, por meio de videoconferência.


Fonte:Comunicação/Geap
Fotos: Jean Carlos/Geap
Edição: Comunicação/Postal Saúde

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9