Central do beneficiário

Boletos dos aposentados - Competência julho de 2019

Postado por Pollyana Gadelha em 05 Aug 2019 11:16

boleto-s-maio-calendario.jpg

A Postal Saúde informa que os boletos dos aposentados, referentes à competência de julho de 2019, com vencimento para 10/08/2019, já estão disponíveis no site da Operadora desde o dia 1º de agosto. Por problemas nos registros dos boletos, neste mês haverá atraso de entrega dos boletos.

Clique aqui para acessar a 2ª via do boleto ou acesse o aplicativo da Postal Saúde. Se preferir, o documento poderá ser solicitado na unidade da Postal Saúde em seu estado. Confira aqui os endereços das filiais.

O boleto físico recebido por meio dos Correios, ou a 2ª via retirada no site, podem ser pagos até o último dia útil do mês, sem acréscimo de encargos, de acordo com as instruções bancárias no corpo do documento.

Estamos à disposição por meio da Central de Atendimento ao Beneficiário (0800 888 8116) ou nas filiais da Postal Saúde nos estados.

Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.


Baixe o APP da Postal Saúde

Para sua comodidade e praticidade, baixe o aplicativo da Postal Saúde no seu aparelho celular. O APP está disponível para androides e iPhones. Para baixá-lo, acesse as lojas do Google Play ou da Apple Store. Depois, é só usufruir da praticidade que a ferramenta oferece.

Inclusão de filhos recém-nascidos, adotivos e novos cônjuges no CorreiosSaúde II

Postado por Arlinda Carvalho em 05 Aug 2019 10:11

Você é beneficiário da Postal Saúde e tem um novo cônjuge? Seu filho nasceu ou você adotou uma criança? Você tem enteados, menores sob sua guarda ou tutela e curatelados? Quer cadastrá-los no seu plano de saúde? Então não se esqueça de solicitar aos Correios a inclusão do seu dependente, por meio do Sistema Eletrônico de Informação – SEI (sistema interno dos Correios).

Mas, atenção! Para que os novos dependentes não cumpram prazo de carência para os atendimentos de saúde, a inclusão no plano deve ser realizada em até 30 dias, a contar da data de ocorrência do evento: casamento, oficialização da união estável, nascimento ou adoção, guarda, tutela ou curatela.

Esclarecemos que, antes de 18 de abril de 2018 — data de criação do plano CorreiosSaúde II, após o dissídio coletivo que alterou a forma de cobrança do plano —, o processo de inclusão de beneficiários era realizado diretamente pela Postal Saúde. Após essa data, o processo passou para a Gestão dos Correios, que recebe toda documentação, por meio do SEI.

Carência

Nas situações de elegibilidade (casamento ou oficialização de união estável, nascimento ou adoção, guarda, tutela ou curatela), as inclusões desses dependentes no plano de saúde podem ser feitas a qualquer momento, mas se ocorrerem após o prazo de 30 dias do evento que os tornou elegíveis, então deverão seguir os prazos de carência vigentes no regulamento do plano.

Clique aqui e veja os prazos de carência previstos no regulamento do CorreiosSaúde II.

Observação:

Lembramos que com a suspensão de comercialização do plano CorreiosSaúde II, imposta pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) desde 11/03/2019, apenas “novo cônjuge” e filhos dos beneficiários titulares já cadastrados podem ser incluídos no plano neste momento.

Entende-se por “novo cônjuge” o dependente que realizou casamento ou união estável após a adesão do titular ao plano de saúde.

Vale ressaltar que a medida da ANS é temporária. Nada muda para os beneficiários titulares já incluídos no plano.


Clique nos links abaixo para conferir a documentação necessária:

1- Inclusão de recém-nascido ou filho/enteado menor de 21 anos de idade (PDF)

2- Inclusão de cônjuge (PDF)

3- Inclusão de companheiro(a) e/ou convivente do mesmo sexo (PDF)

4- Inclusão de enteado menor de 21 anosnclusão de enteado menor de 21 anos (PDF)

Nota: Para a inclusão de enteado(a), o(a) genitor(a) deve estar obrigatoriamente cadastrado no plano de saúde.

5- Inclusão de menor sob guarda (PDF)

Nota: A idade máxima de permanência de menor sob guarda é até 21 anos completos.


Como solicitar a inclusão pelo SEI

Clique aqui e veja o passo a passo para solicitar a inclusão pelo SEI.

Gestão do SEI

Lembramos que a gestão do SEI é de responsabilidade dos Correios.

A Postal Saúde somente tem acesso ao processo após a validação e liberação do mesmo pelos Correios.

É de responsabilidade do empregado ou de seu gestor responsável pela abertura do processo acompanhar o andamento da solicitação e realizar a tramitação para a área de RH dos Correios responsável pelo seu Estado, sendo elas:
  • Regiões Sul, Sudeste, estado do Amapá e o Distrito Federal: GAPE-CEGEP (MG)
  • Região Nordeste, estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro: CPES-GECSC-RJ (RJ)
  • Região Norte, estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul: CPES-GRESC-MS (MS)


Em caso de dúvidas, entre em contato com a Postal Saúde

Em caso de dúvida, reclamação ou demanda de qualquer outra natureza com relação ao plano de saúde, o beneficiário tem três opções para falar com a Operadora. A primeira é entrar em contato com a Central de Atendimento ao Beneficiário pelo 0800 888 8116, que funciona 24h por dia, nos 7 dias da semana, inclusive nos feriados.

A segunda opção é procurar a representação da Postal Saúde nos estados, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Clique aqui e encontre a unidade da Postal Saúde mais próxima de você.

A terceira via de comunicação é a Ouvidoria. O contato pode ser feito pelo site da Operadora ( www.postalsaude.com.br/ouvidoria) ou pelo 0800 888 8120, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.



Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.


Por: Comunicação/Postal Saúde
Foto: Stock Photos

Negativas de autorização: Por que ocorrem e o que fazer?

Postado por Pollyana Gadelha em 04 Aug 2019 10:06

Ter um plano de saúde é um fator que traz tranquilidade e segurança para o beneficiário e seus dependentes. Eles sabem que podem contar com o atendimento médico e odontológico quando precisarem, de acordo com os tipos de serviços contratados na hora da adesão ao plano.


Assim, ao receber a autorização da Operadora para fazer uma consulta, realizar um exame ou uma cirurgia, por exemplo, o beneficiário não precisa se preocupar, pois o atendimento está garantido, por meio de uma senha passada pela Postal Saúde ao prestador, que pode ser um profissional ou um estabelecimento de saúde.

Há casos, no entanto, em que a autorização é negada, por alguma razão prevista na legislação que rege os planos de saúde ou no regulamento do plano. No entanto, das 273 mil solicitações recebidas mensalmente pela Postal Saúde, em média, 92% são autorizadas e apenas 3% são negadas. As demais são canceladas ou autorizadas parcialmente por conta de divergências técnicas.

Antes de autorizar o procedimento, a Central de Regulação avalia fatores como período de carência; cobertura ou não pelo plano; habilitação do prestador para realizar o atendimento; se o serviço solicitado é adequado ao sexo e à idade; pertinência técnica, entre outros elementos.

Segurança

“É uma forma de garantir que o procedimento seja feito com toda segurança possível, inclusive evitando erros que possam prejudicar a saúde do beneficiário”, explica a gerente de Regulação da Postal Saúde, Débora Elaine Fernandes. Segundo ela, quando ocorre demora na autorização, é por haver inconsistências de informações repassadas pelo prestador.

Assim, para agilizar a análise e evitar negativas desnecessárias, as senhas devem ser solicitadas pela Rede Credenciada à Operadora, antes da realização do procedimento, com o adequado preenchimento da solicitação e apresentação da documentação pertinente.

Prazos

Assim que recebe a solicitação, a Operadora tem prazos a cumprir, para autorizar o pedido e possibilitar que o procedimento seja realizado em tempo hábil. Esses prazos são necessários, pois permitem a liberação mais adequada dos procedimentos, o contato com o médico assistente em caso de divergências técnicas, a realização de perícias e juntas médicas e odontológicas e a aquisição de materiais necessários à cirurgia, se for o caso. Confira os prazos:


Prazos previstos para análise, desde que a senha seja aberta com a documentação completa e em quantidade correta:


Grupo de Coberturas

Prazo para Realização Procedimento – ANS

Prazo Previsto de Autorização

Consulta Médica

Em até 7 (sete) dias úteis

Liberação Imediata

Consulta/Sessão de fonoaudiologia, nutricionista, psicologia, terapeuta ocupacional, fisioterapia, acupuntura e hospital-dia.

Em até 10 (dez) dias úteis

07 dias úteis

Consulta e procedimentos realizados em consultório/clínica com cirurgião-dentista

5 dias úteis

Demais serviços de diagnóstico e terapia em regime ambulatorial

Em até 10 (dez) dias úteis

07 dias úteis

Atendimento em regime de internação eletiva

Em até 21 (vinte e um) dias úteis

15 dias úteis

Procedimentos de alta complexidade – PAC: (procedimentos cirúrgicos e terapias oncológicas).

Em até 21 (vinte e um) dias úteis

15 dias úteis

Exames laboratoriais com Diretrizes de Utilização (DUT)

Em até 3 (três) dias úteis

2 dias úteis

Exames laboratoriais simples.

Em até 3 (três) dias úteis

Liberação imediata

Atendimento de urgência/Emergência.

Imediato

Liberação imediata

Fonte: GEREG

Status da Senha

Uma vez que o prestador da rede credenciada envia a solicitação à Postal Saúde, é gerada um senha, cujo status pode ser consultado pelo beneficiário, por meio dos seguintes canais: nas filiais da Postal Saúde nos estados; no site da Postal Saúde, acessando o ambiente restrito Minha Postal ou pelo Aplicativo Mobile – Minha Postal, a ser baixado no celular, que dá acesso às informações sobre as autorizações solicitadas.

Pedido de reanálise

Quando há negativa de autorização para realização do procedimento, o beneficiário receberá um e-mail da Postal Saúde detalhando o motivo da negativa.

Caso o beneficiário deseje um documento formalizando a negativa, conforme previsto na Resolução Normativa 395/2016, ele será direcionado à Central de Atendimento ao Beneficiário (0800 888 8116), na qual poderá fazer a solicitação. O prazo para encaminhamento da carta negativa pela Postal Saúde é de 24 horas.

Se não ficar satisfeito com a justificativa, o beneficiário poderá requerer a reanálise de sua solicitação, que será apreciada pela Ouvidoria da Operadora, por meio do site ou pelo 0800 888 8120, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Ao pedido, deverão ser anexados laudos e pareceres, se houver. O prazo para a reanálise pela Ouvidoria é de até cinco dias uteis. Caso haja manifestação de divergência do profissional de saúde, será instaurada junta médica ou odontológica para definição da melhor forma de tratamento.

As regras a serem observadas pelas operadoras na hora de autorizar um serviço de saúde seguem a legislação vigente e os regulamentos dos planos. Confira o Regulamento do CorreiosSaúde II.


Baixe o APP da Postal Saúde

Para sua comodidade e praticidade, baixe o aplicativo da Postal Saúde no seu aparelho celular. O APP está disponível para androides e iPhones. Para baixá-lo, acesse as lojas do Google Play ou da Apple Store. Depois, é só usufruir da praticidade que a ferramenta oferece.


Foto: Stock Photos

​Informe Postal Saúde – Audiência de mediação TST

Postado por Wagner Fechine em 01 Aug 2019 18:48


Em virtude da audiência de mediação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), informamos:

1. Os beneficiários no grupo de pais e mães – CorreiosSaúde I, só poderão ser atendidos, unicamente, no regime de urgência e emergência.

2. Exceção à regra refere-se aos beneficiários que se encontram internados, inclusive em home care, como também aos beneficiários em tratamentos continuados, a saber: Hemodiálise, Diálise Peritoneal, Terapia Imunobiológica, Quimioterapia, Radioterapia, Quimioterápicos Orais e Terapias Domiciliares.

3. Os beneficiários que estão em tratamento continuado em algumas dessas patologias, deverão requerer a continuidade junto à Operadora por meio de laudo médico, entregue nas unidades regionais da Postal Saúde ou pelo e-mail laudos@postalsaude.com.br.

4. Os laudos recebidos na Postal Saúde serão analisados, por meio de equipe técnica, conforme as patologias definidas acima. Após análise, poderão ser autorizados.

5. As guias já autorizadas até o dia 31 de julho de 2019 poderão ser realizadas no período previsto pelo TST, ou seja, até 31 de agosto de 2019.

6. Também as guias solicitadas até o dia 31 de julho de 2019, seguirão o fluxo normal de regulação e se autorizadas, poderão ser realizadas no mesmo período, até 31 de agosto de 2019.

7. Está vedada a realização de consultas ou procedimentos que sejam eletivos, ou seja, que não se enquadrem em urgência e emergência.

8. Em caso de dúvidas, entrar em contato com a Central de Atendimento ao Beneficiário pelo 0800 888 8116, com nossa Ouvidoria pelo 0800 888 8120 ou na Postal Saúde do seu estado.


Por: Postal Saúde/Comunicação

Correios - Nota veiculada no Plantão da Negociação ACT 2019/2020

Postado por Wagner Fechine em 31 Jul 2019 20:05

Na tarde desta quarta-feira (31), os Correios e as federações representantes dos empregados participaram de audiência de conciliação designada pelo vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Renato de Lacerda Paiva, e concordaram em continuar as negociações do plano de saúde para os pais e do acordo coletivo 2019/2020 mediadas pelo TST.

De acordo com o magistrado, diversos aspectos ainda precisam ser discutidos para construção de um acordo que contemple as questões apresentadas pelos representantes dos empregados e pela empresa, razão pela qual fez a proposta de prorrogar o Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2019 até o dia 31 de agosto deste ano. “Entendemos que existe um espaço muito grande para chegar a um acordo englobando todos os aspectos importantes, mas precisamos de tempo para dialogar mais e fazer alguns ajustes”, afirmou o ministro.

Os Correios concordaram com a prorrogação do acordo coletivo atual até o dia 31 de agosto. Já as federações representantes dos empregados se comprometeram a levar a proposta para apreciação das assembleias, conforme a condição estabelecida pelo TST de não ocorrência de movimento de greve durante esse período.

Plano de saúde para os pais – Também foi acordada em audiência a continuidade do atendimento a pais e mães pelo Plano CorreiosSaúde I, unicamente para procedimentos de urgência e emergência, até 31 de agosto. A decisão ocorre sem prejuízo do atendimento, somente para aqueles que se encontram em tratamento, conforme disposto na Sentença Normativa do TST (1000295-05.2017.5.00.0000), de 15 de março de 2018.


Confira a ata da audiência de mediação no Blog das Negociações.


Fonte: Correios/Plantão do Acordo

Saiba como usar seu plano de saúde de forma consciente

Postado por Arlinda Carvalho em 31 Jul 2019 18:06

A crise que afeta o segmento de saúde suplementar atinge em cheio as operadoras de autogestão em saúde, as únicas que não têm o lucro como objetivo. Assim,

fatores econômicos, como a inflação no setor de serviços de saúde e o consequente aumento no custo das despesas assistenciais, trazem reflexos diretos para a saúde financeira das operadoras, pondo em risco a sustentabilidade dos planos de saúde.

A equação entre receitas e despesas precisa ser equilibrada. Por isso, a cobrança de mensalidades e o compartilhamento das despesas com os beneficiários são alternativas encontradas pelas operadoras para a manutenção da assistência médica. Mesmo assim, essas medidas não são suficientes, uma vez que a receita não acompanha o crescente aumento das despesas.

Cartilha

Por isso, é preciso reduzir o desperdício de recursos na área de saúde. Uma dessas maneiras é usar o plano de forma consciente. Nesse sentido, a Postal Saúde preparou a Cartilha: Use seu plano de forma consciente, com informações e dicas sobre como se comportar na hora de marcar uma consulta ou de solicitar qualquer outro serviço prestado pela rede credenciada.

Nessa cartilha, você encontrará orientações gerais e dicas para os cuidados com a saúde, em que a prevenção – para evitar que a doença se instale no organismo - é a mais importante delas. Todas essas orientações, se seguidas, contribuirão para a sua qualidade de vida, com uma vantagem preciosa: ajudarão também a reduzir os gastos com saúde, transformando você, beneficiário, em um agente fiscalizador do plano.

Como evitar o desperdício dos recursos de saúde?


Organize um miniprontuário

Mantenha em uma pasta com receitas, exames e informações sobre tratamentos realizados. Isso facilita a consulta (ao fornecer para o médico dados essenciais ao diagnóstico e ao tratamento) e, dependendo do caso, pode evitar o pedido de novos exames.


Tenha um médico de confiança

Marque uma consulta com ele quando for necessário. Se for o caso, ele indicará o especialista correto para tratar do seu problema. Assim, você otimiza seu tempo e evita gastos desnecessários indo para vários especialistas ao mesmo tempo.


Adote hábitos saudáveis

Inclua na sua rotina atividades como: praticar exercícios físicos, não fumar, não beber, controlar o peso, dormir bem, realizar exames periódicos. Essa postura ajudará a manter uma boa saúde. Leia também: “ Previna-se, sorria, ajude, agradeça”, aconselha o nutrólogo Matheus Caputo sobre dicas de saúde



Faça os exames preventivos

Além de oferecer uma ampla rede credenciada de atendimento médico, laboratorial, hospitalar e odontológico, a Postal Saúde aposta na prevenção da doença e nos cuidados com a saúde como a forma mais adequada para garantir a qualidade de vida dos beneficiários.

A Operadora coloca à disposição dos beneficiários os Programas de Saúde, como o Saúde em Dia e o Saúde da Mulher, voltados aos cuidados e à prevenção da saúde.

Leia também: Programa Saúde em Dia encoraja mudança de hábitos


Assine a guia de consulta somente uma vez

Quando for ao consultório médico, assine a guia de consulta somente uma vez e sempre confira a descrição do procedimento. Essa simples atitude pode evitar cobranças indevidas para a Postal Saúde e para você. Fique de olho!

Questione a real necessidade dos exames pedidos

O objetivo é evitar exames que, muitas vezes, podem causar problemas à saúde, como exposição a irradiações desnecessárias.


Vá ao pronto-socorro quando realmente necessário

Se possível, procure falar antes com o seu médico de confiança. Ele vai dar a orientação correta para o seu problema de saúde.

Se não puder comparecer à consulta médica, desmarque com antecedência

Alguns prestadores podem cobrar pela sua falta. E essa ausência terá custos para você e para a Operadora. Esse é um gasto que pode ser facilmente evitado.

Confira seu extrato de compartilhamento

Confira sempre seu extrato de compartilhamento de despesas médicas para averiguar se o serviço de saúde lançado pelo prestador foi o mesmo que você utilizou.

Contamos com você para contribuir com a sustentabilidade de sua operadora e a manutenção da assistência de saúde para você e seus familiares, a partir do uso consciente do seu plano de saúde.

O plano é seu. Fiscalize!

Para acessar o extrato de compartilhamento das despesas, acesse o serviço Minha Postal

Saiba mais: Cartilha: Use seu plano de forma consciente.

Postal Saúde. Sua vida, nossa existência


Por: Comunicação/Postal Saúde

Baixe o APP da Postal Saúde
Para sua comodidade e praticidade, baixe o aplicativo da Postal Saúde no seu aparelho celular. O APP está disponível para androides e iPhones. Para baixá-lo, acesse gratuitamente as lojas do Google Play ou da Apple Store . Depois, é só usufruir da praticidade que a ferramenta oferece.

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9